Adicionar datas

Coisas para fazer em
Rio Negro, Argentina

Rio Negro, Argentina: Nossas melhores recomendações de coisas para fazer

Bariloche: Viagem 7 Lagos e San Martín de Los Andes

1. Bariloche: Viagem 7 Lagos e San Martín de Los Andes

Parta de Bariloche e curta uma viagem de 1 dia pela famosa Rota dos Sete Lagos. Deleite-se com vistas inigualáveis do interior da Argentina. Visite uma verdadeira cidade de montanha, a Villa La Angostura, marcada pela estilizada arquitetura de madeira alpina.  Alguns quilômetros depois, comece o seu passeio pela Rota dos Sete Lagos, passando pelos belos lagos Correntoso, Espejo, Escondido, Villarino, Falkner, Hermoso e Machonico. Maravilhe-se com a paisagem extraordinária de cada um deles, circundada por florestas antigas e frondosas. Uma vez em San Martín de Los Andes, situado nas margens do Lago Lácar, explore a região no seu próprio ritmo. Retorne, em seguida, ao seu hotel em Bariloche.

Bariloche: Traslado Trecho Único/Ida e Volta Aeroporto BRC

2. Bariloche: Traslado Trecho Único/Ida e Volta Aeroporto BRC

Comece ou termine a sua visita a Bariloche livre de qualquer preocupação com este confiável traslado entre o aeroporto e sua acomodação no centro da cidade. Desfrute do traslado de trecho único ou de ida e volta entre o Aeroporto Internacional Teniente Luis Candelaria (BRC) e seu hotel no centro da cidade. Poupe-se do incômodo de ter que carregar malas pesadas e de navegar pelo sistema de transporte público com este traslado porta-a-porta. Desfrute de conforto e segurança, sabendo que todos os veículos são regularmente revisados e mantidos com padrões de qualidade elevados.

Bariloche: Excursão ao Circuito Chico com Cerro Catedral Opcional

3. Bariloche: Excursão ao Circuito Chico com Cerro Catedral Opcional

D6e início à sua excursão com o serviço de busca no seu hotel no centro de San Carlos de  Bariloche e, em seguida, parte em uma aventura pelos destaques da cidade. Visite alguns dos pontos turísticos mais emblemáticos que San Carlos de Bariloche  tem a oferecer e conheça esta cidade vibrante com o seu guia local. Em seguida, passeie ao longo da beira do deslumbrante Lago Nahuel Huapi , um dos lugares mais bonitos da Patagônia. Admire a vista das águas azul marinho e seu contraste com a região montanhosa que as rodeiam. A excursão continua pela Avenida Bustillo , onde você poderá se maravilhar com as vistas panorâmicas da Ilha Huemul e Playa Bonita. Chegue à vila de Llao Llao, às margens do Lago Moreno, situada entre pitorescas paisagens verdejantes. Visite o tradicional Hotel Llao Llao , que fundou a vila na década de 1990, e contemple as vastas paisagens naturais que o cercam. Em seguida, dirija-se à Capela de Santo Eduardo para admirar sua pitoresca arquitetura de madeira antes de seguir até o sopé do Cerro Campanario. Curta um passeio de teleférico opcional até o cume para admirar a "oitava melhor vista do mundo" segundo a National Geographic, antes de retornar a Bariloche.

Circuito Chico

4. Circuito Chico

Este circuito de meio dia é uma excursão muito procurada em Bariloche, tendo início na cidade e seguindo para o Lago Nahuel Huapi e Playa Bonita. De Playa Bonita, será possível avistar a Ilha Huemul. Assim que você chegar ao pé do Cerro Campanario, há um teleférico que leva as pessoas ao cume da montanha (1.050 metros de altura). Se você optar por curtir este passeio opcional até o topo, prepare-se para contemplar algumas das vistas mais espetaculares da região. O circuito passa pela península de San Pedro e segue até a área de Llao Llao. Admire a Capela de Santo Eduardo, uma joia da arquitetura, e dirija-se ao Puero Scarf, no lago Nahuel Huapi, de onde partem as excursões de barco pelo lago. Em direção ao sul, admire as excelentes vistas do Hotel Llao Llao, rodeado pela Colina da Capela e Cerro Lopez. Ao chegar ao ponto de observação panorâmico, encante-se com as incríveis paisagens da península de Llao Llao e dos lagos dos arredores. Em seguida, cruze a ponte sobre o Lago Moreno, que conecta o lago com a península de Llao Llao, e siga o circuito até a Lagoa El Treboll antes de retornar à cidade de Bariloche.

Bariloche: Teleférico Cerro Otto

5. Bariloche: Teleférico Cerro Otto

Confira paisagens naturais deslumbrantes durante o ano inteiro, cada estação com seu próprio charme. Admire as incríveis vistas panorâmicas a partir de qualquer uma das 42 gôndolas, com capacidade para 4 pessoas, enquanto o teleférico sobe a 1.405 metros acima do nível do mar.  Uma vez no cume, desfrute de uma refeição e uma bebida quente na Cafeteria Giratória, única na América do Sul. Admire a paisagem do entorno através das largas janelas, enquanto saboreia a excelente culinária regional. O local também possui uma galeria de arte com moldes em tamanho real das obras mais importantes de Michelangelo Buonarroti: David, Moisés e Pietá. Visite o microcinema e discoteca Otto House Music. Na área externa, desfrute de caminhadas com raquetes de neve pelos bosques e divirta-se nas trilhas deslizantes com trenós, no inverno, ou com boias infláveis, durante o resto do ano.

Monte Tronador: Excursão de 1 Dia saindo de Bariloche

6. Monte Tronador: Excursão de 1 Dia saindo de Bariloche

Nesta excursão de 1 dia, você conhecerá alguns dos destaques mais impressionantes do Parque Nacional de Nahuel Huapi. Visite lagos, praias, montanhas e cachoeiras, e maravilhe-se com a montanha mais alta da Patagônia. O Monte Tronador, com 3.478 metros de altura, é uma fronteira natural entre o Chile e a Argentina. A partir do mirante em sua base, você poderá admirar a incrível geleira que alimenta o rio Manso. Confira o Ventisquero Negro (Geleira Negra), que consiste em enormes blocos cinza-amarronzados, formados por avalanches de gelo e lama. Visite a Garganta do Diabo, uma cachoeira formada a partir do gelo glacial derretido, cercada por altos paredões de pedra. Encante-se, ainda, com a Saltillo de las Nalcas, uma cachoeira escondida no meio da floresta. A montanha recebeu o nome de Tronador em decorrência dos estrondosos sons produzidos pelas quedas dos blocos maciços de gelo.

Bariloche: Cerro Tronador

7. Bariloche: Cerro Tronador

O Cerro Tronador é a montanha mais alta no Parque Nacional Nahuel Huapi e conta com três picos no seu cume - um chileno, um internacional e um argentino. Para chegar à sua base a partir de Bariloche, é necessário pegar a rota nacional #258 rumo a El Bolsón e, em seguida, para chegar à parte sul do Lago Mascardi, pegar a rota #254 à direita até chegar a Pampa Linda, uma pequena aldeia que possui pousada com restaurante, área de acampamento, guarda do parque e uma seção da Gendarmería Nacional (força de segurança argentina). A partir deste ponto, você avistará inúmeras trilhas para caminhadas ou passeios a cavalo, permitindo que você conheça lugares de uma beleza extraordinária. Você poderá admirar, por exemplo, a Geleira Manso ou a Montanha de Neve Negro, que juntas dão origem ao rio Manso Superior, desaguando no Lago Mascardi depois de atravessar o Vale dos Vuriloches. Alternativamente, siga até o refúgio Otto Meiling, situado a 2 mil metros de altura, de onde a subida rumo ao cume do Tronador tem início (apenas para especialistas). O Tronador tem 3450 metros de altura e deve o seu nome ao ruído impressionante que ocorre nos grandes desmoronamentos de gelo. Explore seus arredores nesta excursão com traslado de ida e volta.

Excursão San Martín de los Andes pela Rota dos Sete Lagos

8. Excursão San Martín de los Andes pela Rota dos Sete Lagos

Comece esta excursão de um dia às 8h em seu hotel em Bariloche. Siga para norte atravessando a cidade de Dina Huapi e a ponte sobre o rio Limay, que leva à lendária Rota 40. Faça uma primeira parada curta em Villa la Angostura, às margens do Lago Nahuel Huapi, uma cidade com arquitetura de montanha ideal para passeios a pé. A seguir, comece uma caminhada por uma trilha por uma paisagem incrível, cercada por montanhas e lagos.  Faça paradas ao longo do percurso, aproveitando ao máximo a experiência. Na rota dos Sete Lagos, visite os lagos Espejo, Correntoso, Villarino, Falkner, Escondido, Machónico e Lácar, chegando por fim à cidade de San Martín. Disponha de tempo livre para explorar a cidade e almoçar com vista para o lago antes de embarcar para a viagem de retorno, pelo mesmo percurso. Após a última parada em Villa la Angostura, chegue a Bariloche aproximadamente às 18h30.

De Bariloche: Ilha Victoria e passeio pela Floresta de Arrayanes

9. De Bariloche: Ilha Victoria e passeio pela Floresta de Arrayanes

O passeio começa em Puerto Pañuelo, na impressionante Península Llao Llao. Após uma hora de navegação chegamos à península de Quetrihue, sede do Bosque de Arrayanes, localizada ao nordeste do Lago Nahuel Huapi. O Arrayan (Quetrihue na língua mapuche) é um arbusto de bela cor açafrão e flores brancas. Neste local, único no mundo, assume o tamanho de uma “árvore” para formar uma Floresta mágica e inusitada. Depois navegaremos até Puerto Anchorena, Ilha Victoria, onde poderá desfrutar de uma flora nativa, prolífica em espécies de magnífico tamanho. Deixar-se voltar no tempo, percorrer os trilhos que conduzem à Playa del Toro, para aí descobrir as pinturas rupestres realizadas pelos povos originários desta zona, no quadro de uma esplêndida praia de areia vulcânica, é uma experiência inesquecível e mágica. A companhia dos Guias do Parque Nacional colaborando com a informação precisa e necessária, para que este passeio seja verdadeiramente único. Destaques: Puerto Anchorena, Playa del Toro, pinturas rupestres, Península Quetrihue, Ilha Victoria, Floresta de Murtas.

Bariloche: Traslado privado de ida do aeroporto

10. Bariloche: Traslado privado de ida do aeroporto

1. Selecione o serviço de transporte que necessita (escolha o veículo que melhor se adapta às suas necessidades o número de passageiros e bagagem. Forneça as seguintes informações: nome completo, número do voo, data e hora de embarque e número de telefone. 2. Guarde seu voucher. Imprima ou salve no seu celular. 3. 48 horas antes da viagem, você receberá as informações de contato do motorista. 4. 24 horas antes, forneceremos as informações do ponto de encontro para encontrar seu motorista. 5. Encontre seu motorista no local de embarque. 6. Apresente seu voucher e identifique-se com o motorista. 7. Cada viajante pode levar no máximo 1 mala e 1 PEQUENA bagagem de mão. Bagagens superdimensionadas ou excessivas (pranchas de surf, tacos de golfe ou bicicletas) podem ter certas restrições; por favor, pergunte ao operador antes da viagem para confirmar se o excesso de bagagem é aceitável. 8. Considere a capacidade de armazenamento de bagagem com base no número de passageiros. Para grupos maiores com itens maiores, vários veículos podem ser mais apropriados.

Todas as atividades

47 atividades encontradas
Ordenar por:

Perguntas frequentes sobre o destino Rio Negro, Argentina

Quais são as melhores atrações de Rio Negro, Argentina?

Quais são os melhores passeios econômicos em Rio Negro, Argentina?

Rio Negro, Argentina: Mais Atividades e Atrações Turísticas

Quer descobrir todas as coisas para fazer no destino Rio Negro, Argentina? Clique aqui para ver a lista completa.

Rio Negro, Argentina: Avaliações de outros visitantes

A viagem é clássica e muito interessante pela Rota dos 7 Lagos (Ruta 40) com uma estadia mais longa de lazer em San Martin (o lugar é bem menos interessante que a rota). A guia Isis é extremamente simpática e atenciosa, fala bem inglês e tem uma ou duas dicas para sua estadia em Bariloche e arredores. São cerca de 10 horas de estrada com paradas para fotos nos lugares mais famosos e algumas joias escondidas. Eu ficaria feliz em recomendá-lo. Obrigada Ísis!

A guia Debby foi muito simpática e tem muito conhecimento. Ela ama a Patagônia e nos faz sentir isso. Ela traduziu boa parte do discurso para minha amiga que fala inglês mesmo sendo um passeio em espanhol!As paisagens são magníficas e esse passeio vale a pena.

Nosso guia Diego foi de primeira qualidade e muito experiente. Amigável e muito informativo. Recomendaria a qualquer um.

Muito bom o passeio. Guia muito simpático e prestativo.

Eu me senti seguro. Bem planejado. Funcionou suavemente